DEFUNTA REPÚBLICA DE MENTIRA

"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus - de onde vieram muitos imigrantes - e hoje ocorre o oposto: (...)" - (Dr. José Carlos de Almeida Azevedo)

Defender a manutenção da imundície da Ilegítima Ditadura Republicana Genocida Brasileira, que seguiu matando pelo futuro milhões com suas inconsequências, negligências, omissões... É de uma falta de conhecimento extrema, de uma burrice crônica absoluta, ou de uma voracidade predatória sem precedentes... Apenas caindo Dilma com o seu "Perda Total", mesmo que seja junto com suas coligações (Partidos dos Partidos...) das Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo... Quase nada mudará nessa decadente República de mentira nunca proclamada de fato - a sujeira mais uma vez apenas mudará de mãos.

O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte.

No desastre do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional. (Emanuel Nunes Silva)

domingo, 22 de maio de 2016

Movimento Separatista Sulista

URL
- Introdução -
Movimento Separatista Sulista
Se o Parlamentarismo Monárquico Imperial não for restaurado para o resgate da dignidade, honra, auto-estima, legítima Identidade Nacional e a legalidade usurpada dos brasileiros arbitrariamente pela República Golpista. Provavelmente é isso que vai acabar ocorrendo. 
Se a população brasileira lobotomizada desde tenra idade nos bancos das escolas, a partir do Golpe Republicano de 15 de novembro de 1889, por doutrinas alienígenas às nossas Raízes Históricas e a Legítima Identidade nacional, não tiver capacidade de se livrar do Crime Organizado Partidário Republicano Brasileiro... Da Predadora República Golpista em si: o invejável Território Brasileiro mantido à custa de muito sacrifício, primordialmente pela Coroa do Império Português (o primeiro império global da história), Reino do Brasil  a posteriori pelo Império do Brasil, no seu tempo a 3ª Economia Global, que representou com sua Armada Imperial somada à Marinha Mercante, a 2ª Potência Naval da Terra — Começará a encolher...
O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte. 
"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus  de onde vieram muitos imigrantes – e hoje ocorre o oposto: (...)"  [Dr. José Carlos de Almeida Azevedo]
URL
- I -
Independência da Sede do Crime Organizado Político Partidário Republicano instalado em Brasília
AAté entendo as razões da Região Sul querer sua independência da Sede do Crime Organizado Político Partidário Republicano instalado em Brasília, só não concordo que batizem este novo país como República. 100% das repúblicas da América do Sul são exemplos de fracassos... Mais de 95% das 165 Repúblicas pelo mundo têm sido um desastre, enquanto que 95% dos Regimes Parlamentaristas Monárquicos são um sucesso... Sejam mais criativos... Não utilizem símbolos alienígenas à Região Sul importados como fizeram mundo a fora  fórmulas prontas inspiradas no Reino do Terror Republicano francês. 
B ● Criem um nome mais autêntico, como por exemplo: União dos Estados da América do Sul, ou algo do gênero. Por quê afinal tem que ser REPÚBLICA, sinônimo de DESGRAÇA NACIONAL. Sejam mais competentes, adotando uma inédita Forma de Governo que mais se adeque a região. Não precisa ser monárquica, mas que funcione. Não corram o risco de "inventarem" mais uma ridícula decadente republiqueta na América do Sul, como ocorreu no desastre do Golpe Republicano aplicado ao Império do Brasil. Procurem saber qual a única republica do Continente Americano que funcionou, e o porquê nunca interessou ao povo do Canadá na América do Norte, se tornar uma república.
C ● Façam ao menos bem feito, pois será a partir desses feitos no presente, que o futuro julgará... No mínimo vão querer importar da França aquele ridículo Barrete Frígio (Carapuça Vermelha), assim como a Deusa Encantada Marianne de Virtudes Abstratas (Efígie da República) que a Argentina, o Brasil e a maioria dos países republicanos adotam, embora quase a totalidade das suas populações não saibam do significado. Parem de venerar as ideologias, símbolos, heróis dos outros... Não sejam dementes em pleno Século XXI, incorporarem ao Novo País fórmulas prontas alienígenas às raízes históricas da região e suas tradições. 
D Afinal historicamente diferentemente de todas as repúblicas que ocorreram no Continente Americano, incluindo a dos Estados Unidos da América do Norte, o Brasil foi uma exceção: uma Colônia (há época Estado do Brasil), ter sido naturalmente elevada à Sede do Império Ultramarino Português, como Reino do Brasil, oficialmente Reino do Brasil do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, cuja sua Capital foi instalada na então Cidade do Rio de Janeiro. 
E O Território Continental do Reino do Brasil já englobava inclusive a Província Cisplatina (hoje República do Uruguai). O Reino do Brasil ao contrário do que ocorreu por exemplo, com os EEUU, se emancipou como um Império, cuja sua Forma de Governo se consolidou como Monárquica Constitucional Parlamentarista. Portanto a República dos Estados Unidos é legítima, enquanto que a do Brasil é ilegítima, por ter sido implantada arbitrariamente através de um Golpe, a um Estado há época já Independente Democrático e Soberano, além de respeitado mundialmente. 
F Quanto a que concerne ao POVO da Região Sul Brasileira, enfatizado no VÍDEO, deve-se primordialmente às Imigrações Açorianas, para ocupar o território do Brasil, na época pertencente a Portugal  é muito bonito se falar de Índios, Colonizadores "Opressores", quando na época das Grandes Navegações, a ocupação de territórios foi prática comum mundo afora; seria muita pretensão se esperar exclusivamente dos Índios Brasileiros o desenvolvimento da região, além de na época, se os colonizadores não fossem os portugueses... Pior seria com os espanhóis. O Brasil foi o país que mais respeitou seus índios desde seu período colonial, até o Golpe Republicano da Seita Positivista em 1889 – além de transformar alguns deles em heróis. Os índios hoje marginalizados pela república, colaboraram na edificação e consolidação do Estado do Brasileiro Independente Soberano, como Império do Brasil – Respeitado entre as nações mais desenvolvidas da época.
G ● A primeira leva de casais açorianos chegou ao Brasil em 1617, que se somou aos poucos europeus, seus descendentes, mestiços e Índios; mas o que teve mais relevância na formação da identidade do povo do Sul, foram as imigrações (de colonos) a partir de 1824, promovidas pelos dois reinados do Império do Brasil, portanto o sul do país hoje, é o que é, mais graças ao Império do Brasil  pouco a República Golpista Brasileira, e quase nada aos poucos habitantes da região de 1534... O Projeto de ocupação e desenvolvimento tanto do Sul quanto do Brasil como um todo, foi sabotado por meia dúzia de Traidores da Pátria, todos maçons devotos da Seita Positivista (A Religião da Humanidade), inventada pelo francês Auguste Comte, quando impuseram em 1889, o Primeiro Estado Republicano Totalitário do Brasil Independente. 


■ Folklore du Brésil au Chateau de Beloeil .
https://www.youtube.com/watch?v=er_cGxNH3hY

 Herança da Imigração promovida pelo Império - Só faltou a Bandeira Imperial Brasileira... ● Groupe du folklore brésilien ( Aldea dos Anjos ) invité par son Altesse la Princesse de Beloeil . Et un pas de danse bien sympathique de nos Altesses. 

■ Publicação:
https://plus.google.com/+EmanuelNunesSilva/posts/4qgi8hUTaC9
https://plus.google.com/+EmanuelNunesSilva/posts/BeASQFjAspA
H ● Se a população brasileira lobotomizada desde tenra idade nos bancos das escolas, a partir do Golpe Republicano de 15 de novembro de 1889, por doutrinas alienígenas às nossas Raízes Históricas e a Legítima Identidade nacional, não tiver capacidade de se livrar do Crime Organizado Partidário Republicano Brasileiro  Da Predadora República Golpista em si: o invejável Território Brasileiro mantido à custa de muito sacrifício, primordialmente pela Coroa do Império Português (o primeiro império global da história), Reino do Brasil, e, a posteriori pelo Império do Brasil, no seu tempo a 3ª Economia da Terra, que representou com sua Armada Imperial somada à Marinha Mercante, a 2ª Potência Naval do planeta  começará a encolher... 
I ● A maior herança que o Brasil herdou dos portugueses não foram as benfeitorias, e sim o seu invejável território continental, exceção na América latina, e com todas suas reservas minerais praticamente ainda intactas, mantido pela Monarquia Brasileira à custa de muitas guerras e perda de vidas: na Confederação do Equador (1824), a Sabinada (1837) e a Revolução Farroupilha (1835-1845). Estas Revoltas Republicanas, também ambicionavam a criação de outros países em solo brasileiro. Mais tarde o Império Brasileiro, depois de invadido por tropas paraguaias, treinadas e financiadas pela República Francesa, foi obrigado a dar uma resposta ao Ditador Republicano Solano Lopes (Dezembro de 1864  Março de 1870), também para garantir a integridade territorial brasileira e a unidade nacional. Em menos de 60 anos o Império transformou um país atrasado em potência global. Agora se a República Golpista não soube administrar essa valiosa herança – é outra história... 
JNão se deixe aliciar por propostas oportunistas obscuras... Existe um abismo no que concerne à legitimidade, que separa a Forma Republicana de Governo dos Estados Unidos da Brasileira... É comum fazerem comparações levianas do Brasil ColôniaReino do Brasil e Império do Brasil, com o exemplo da República dos Estados Unidos da América do Norte. A trajetória histórica dos USA em nada corrobora para que surja como Nação Monárquica Independente, por nunca terem tido tradições monárquicas como o Brasil, pois são histórias distintas. Portanto lá diferentemente da imposição arbitrária da implantação da República no Brasil, a Forma Republicana de Governo é LEGÍTIMA. Em 1889 o Império do Brasil há muito já era uma NAÇÃO MONÁRQUICA PARLAMENTAR CONSTITUCIONAL REPRESENTATIVA INDEPENDENTECONSOLIDADA E SOBERANA, além de ser uma das mais respeitadas no universo das nações mais desenvolvidas; a maneira arbitrária e ilegal sem uma consulta popular, a partir de um Golpe de Estado, Traição e Lesa Pátria ao Estado Brasileiro, sem honra ou grandeza, que a República foi implantada, a torna MORALMENTE ILEGÍTIMA. 
A Harpia, também chamada Gavião-Real, e uma das maiores aves de rapina do mundo; poderá ser adotada como um dos símbolos do Império do Brasil. Com envergadura de 2,5 metros, é bem maior e mais poderosa do que a Águia Símbolo dos EUA. No II Reinado do Império, o Brasil chegou a ser mais poderoso do que os EUA.
K ● Dentre todas as Repúblicas do planeta, apenas a dos Estados Unidos da América do Norte foi adotada de maneira menos traumática, não se utilizando de Ditaduras, Golpes de Estado, assassinando ou exilando Monarcas, como ocorreu com as outras Repúblicas; inclusive como foi o caso da instalação da primeira Ditadura da História do Brasil (Regime Totalitário). Isso explica o porquê da grande diferença hoje entre os Estados Unidos da América do Norte e o Brasil, não está simplesmente nos países que os colonizaram. Por isso que a República dos USA são o que são, em parte por ter absorvido o que a Monarquia Britânica tinha de bom, e representa hoje o que representávamos outrora... E o que Portugal representava na época das Grandes navegações. Esta moralmente ilegal e ilegítima República, fez com que deixássemos de ser — Já fomos mais poderosos do que os EUA. 
L ● O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje dito Exército do monarquista Caxias, paradoxalmente do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil, em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte. 
M ● Os EUA levaram 89 anos (1776 – 1865) após a sua independência, 23 anos a mais que no Império do Brasil 66 anos (1822 – 1888), para libertarem seus escravos. No Censo de 1860 nos EUA, a população escrava era de 3.953.761, enquanto que no Brasil esta população era de 1.584.600. Em 1887, no Brasil havia 600.000 escravos, e este número continuou caindo até 1888, ano em que a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea. 
N ● Os EUA para libertarem seus escravos desencadearam uma sangrenta guerra entre o Norte e o Sul do país. Foi um período de guerra civil triste e difícil que dizimou entre civis e militares cerca de 1.000.000 de pessoas, onde 60% da população branca masculina na faixa etária adequada para o serviço militar morreu, o equivalente a 3% da população, o que representaria hoje a um genocídio de 9.000.000 de vidas. “O conflito foi a guerra mais mortal na história dos Estados Unidos, resultando na morte de cerca de 750 mil soldados e um número indeterminado de vítimas civis (incluindo escravos). O historiador John Huddleston estima o número de mortos em dez por cento de todos os homens do norte com idades entre os 20 e 45 anos e 30 por cento de todos os homens brancos do sul com idades entre 18 e 40 anos”. Cerca de um milhão de mortos apenas para antecipar em alguns anos a libertação de seus escravos que sobreviveram a tragédia desta guerra.

URL 
D. Pedro II - Imperador do Império do Brasil
O ● "D. Pedro II conduziu com grande habilidade e sem traumas sociais a abolição pacífica da escravidão no país. Promoveu a diversidade da etnia nacional e patrocinou a imigração em massa de europeus, principalmente italianos e alemães. Ele estava interessado em expandir as principais commodities agrícolas do nosso país, e para fazer do Brasil um grande produtor de algodão, após a derrota dos Estados Confederados durante a Guerra Civil dos EUA, o Imperador convidou com sucesso plantadores de algodão confederados para se instalarem no Brasil. Entre 1867 e 1871, pelo menos três mil famílias confederadas passaram pelo porto do Rio de Janeiro. A maioria deles se instalaram numa vila no Estado de São Paulo, fundando a Cidade de Americana". 
URL 
A Efígie da deusa encantada francesa Marianne, sempre presente nas moedas e cédulas do dinheiro da República Brasileira desde 1889, responsável pela inauguração da nossa inflação. Esta moeda da imagem perdeu 40% do seu valor logo nos primeiros anos de república; já no império não havia inflação, e a sua moeda valia tanto quanto a Libra Esterlina.
P ● ESQUERDA e DIREITA no Brasil são subprodutos do Cadáver Republicano Brasileiro em estado de decomposição, abortado defunto por alguns positivistas traidores da pátria em 15 de novembro de 1889, que nada tem de CruzTradição Judaica-Cristã, ou com a Terra de Santa Cruz (Ilha de Vera Cruz), origens intrinsecamente coesas às raízes históricas das nossas tradições, presentes no contínuo alicerçamento do processo da formação da LEGÍTIMA IDENTIDADE deste Estado Brasileiro, sempre será um FALSO NACIONALISMO. A tragédia da brutal vergonhosa imposição arbitraria do Regime Totalitário na Forma Republicana Presidencialista no Brasil em 1889 pela violência, sempre foi sinônimo de desgraça nacional... Uma sucessão desastres que pela sexta vez consecutiva, conduziu a nação a um grande nada inerte num oceano de imundícies. 
URL
DIREITA e ESQUERDA são invenções da República Golpista. No caso da Formação do Estado Brasileiro Monárquico Imperial Livre Independente e Soberano, como nunca existiu Identidade Nacional Republicana no Brasil, um NACIONALISMO fundamentado na FARSA dessa ilegítima Forma de Governo copiada do Reino do Terror Republicano, imposta arbitrariamente por meio da traição, obviamente sempre será um FALSO NACIONALISMO. 
Q ● República no Brasil é uma Aberração do Positivismo, imposta arbitrariamente por meia dúzia de traidores da pátria devotos da Seita Positivista (Religião da Humanidade), todos sem exceção, maçons. Religião parida pelo Francês ateu Auguste Comte junto com sua musa inspiradora Clotilde de Vaux (considerada a mãe espiritual da Igreja Positivista do Brasil e da Religião da Humanidade), que devorou a Identidade, Independência, Liberdade e Soberania do Estado Brasileiro, alcançadas após o Grito do Ipiranga de 7 de setembro de 1822. Chega de novas aventuras salvadoras da pátria nesse cadáver republicano abortado como o primeiro Estado Totalitário. Chega de novas experiências nessa República que sempre foi sinônimo de Desgraça Nacional.
R ● Jamais essa Alienígena República Golpista foi solução para qualquer coisa no Brasil. Agora pretendem abortar na escuridão dos abissais desse Oceano de Imundícies uma Nova Defunta 7ª República Parlamentarista Salvadora da Pátria. Vislumbro que todos os caminhos com alguma coerência apontam para a Desproclamação da Farsa Republicana Brasileira, seguida da Restauração do Império do Brasil que nunca deveria ter deixado de existir  respeitando a cronologia na escala do tempo, foi a Forma de Governo que melhor funcionou nesse país  e só caiu por meio de um Golpe de Traição. 
S ● 127 anos de experiência Republicana, já é quase o Dobro do período Imperial. A grande diferença é que desde a formação da Nação Brasileira Independente e Soberana como Império iniciada em 1822... Até 1889 (76 anos), em menos de 60 anos, a unidade nacional promovida pela Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa Imperial Brasileira, já tinha transformado um país atrasado na 3ª nação mais poderosa da terra, respeitado entre o universo das nações do seu tempo. A Armada Imperial junto com a Marinha Mercante foi a 2ª Potência Naval do planeta
T ● Na tragédia do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional.
 
U Já fomos o País do Futuro. Perdemos este status em nome de uma irresponsável experiência republicana que inaugurou o primeiro genocídio de fato do povo brasileiro e estagnou a nação. Ao passo que a República de 1889 a 2016 (127 anos), reduziu um Brasil que hoje chamam primeiro mundo, num país fracassado de terceira categoria pertencente a um Terceiro Mundismo que inventaram, cada vez mais dependente das tecnologias dos outros. Ironicamente os golpistas de 1889 pregavam que a República havia chegado para melhorar o Brasil em todos os sentidos (uma espécie de Libertação das Trevas)... Hoje muitos idiotas republicanos culpam a Colonização Portuguesa e o período Imperial por todas as mazelas do Brasil. A República não cumpriu a que veio, e agora quer responsabilizar a História do Brasil até 1889, por suas incompetências e fracassos. 
 
V ● A Restauração do Parlamentarismo Monárquico Imperial Brasileiro... “(...) É a única saída que temos, o resto é pura ilusão e sofrimento para o Povo e a Nação. Como nosso povo não possui uma posição política, e não apelo para que tenham, pois esta atitude não contempla seus ideais e tampouco uma causa nacional, como um dever para com a Nação, mesmo com os exemplos de corrupção que ocorre presentemente e a necessidade da troca do sistema de governo que vivemos, ora PATRIOTISMO requer cultura Histórica o que as escolas foram direcionadas para não ensinarem à décadas, se adaptaram e estão enganados. É uma pena, reagir é preciso, COMO???? Respondo, MUDAR/TROCANDO pelo IMPÉRIO DO BRASIL que foi testado e deu certo, comprovadamente. (...)" – [Fernando Tredicci]. 
W ● Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro foi a Capital do Reino do Brasil, do Império Ultramarino Português, e do Império do Brasil; usurpada dos brasileiros pelo Crime de Traição e Lesa-Pátria na tragédia do Golpe Republicano de 1889; retrocesso ditatorial totalitário violento, que interrompeu sua evolução natural na Democrática Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa Imperial Brasileira, cujas suas predadoras conseqüências se estenderam pelo futuro... Metrópole da Corte, Violentada pela ilegítima imposição republicana, criminosamente descaracterizada, favelizada & Poluída. Sede da Petrobras, corrompida pelas Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes-Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo. 
Chegada da Corte Portuguesa ao Rio de Janeiro em 7 de março de 1808. 
X ● TRANSIÇÃO DO ESTADO DO BRASIL (há época ainda Brasil Colônia) Para REINO DO BRASIL E IMPÉRIO DO BRASIL: "(...) Reino do Brasil, oficialmente Reino do Brasil do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves foi a designação oficial assumida em 16 de dezembro de 1815, a elevação do então Estado do Brasil (1621-1815), uma colônia portuguesa, a reino. Este ato decretou oficialmente o fim do Estatuto Colonial do Brasil, motivado, sobretudo, por governar uma nação européia a partir de uma colônia, desde a transferência da Família Real e da nobreza portuguesa em 1808. Tal aconteceu por ordem do então Príncipe-Regente Dom João Maria de Bragança (futuro Rei Dom João VI), após a Primeira Invasão Francesa a Portugal, iniciando o Período Joanino no Brasil. (...)" 

URL
Y ● "(...) O Reino do Brasil teve apenas dois Reis, Dona Maria I (que era a Rainha de Portugal antes da elevação do Brasil a Reino Unido com Portugal) e Dom João VI (que antes da morte de sua mãe, a Rainha Dona Maria I, já governava como Príncipe-Regente. A Capital do Reino era a Cidade do Rio de Janeiro, à época chamada apenas de Corte. Da mesma forma, durante a vigência do Reino Unido do Brasil, foi da sua Capital  a Cidade do Rio de Janeiro  que passou a ser exercida a soberania de Sua Majestade Fidelíssima sob todas as colônias do Ultramar Português. (...)" 

URL
Z ● "(...) O Brasil desmembrou-se com a Independência, a 7 de setembro de 1822, proclamada pelo filho do Rei Dom João VI, D. Pedro de Alcântara de Bragança (futuro Imperador D. Pedro I do Brasil e Rei D. Pedro IV de Portugal), que antes da independência era o herdeiro do trono como Príncipe Real do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Tal episódio resultou na fundação do Império do Brasil, no mesmo ano  1822, e, por conseguinte, no desmembramento do então território brasileiro do Império Ultramarino Português. (...)" 
Liberdade de Expressão no Império
URL
“(...) A imperial centralização do poder na Corte do Rio de Janeiro é mostrada na charge: D. Pedro II e a Corte Imperial, em forma de uma gentil senhora com a palavra "CÔRTE" no vestido, recebem as províncias simbolizadas por indígenas com os nomes dos atuais estados no cocar. O título “Império", ao contrário de “Reino”, já demonstrava um resistente ranço autoritário e ainda colonianista. Embora fosse muito democrática pra o seu tempo, a Constituição Brasileira era cheia de salvaguardas imperiais, e a centralização impedia as tentativas de separações providenciais, espalhadas num território continental. A ótima charge mostra tudo numa eloqüente imagem. (...)”
REFERÊNCIAS: 
III ■ Reino do Brasil 
ARMADA DO BRASIL IMPÉRIO
A terceira Marinha de Guerra do planeta, que somada à Marinha Mercante, foi a segunda Potência Naval da terra. 
URL 01 - URL 02  FaceBook 
Um dos 90 Navios da Armada Imperial Brasileira até o Golpe de Traição de 1889 - em determinado momento na cronologia do tempo, foi mais poderosa do que a Marinha de Guerra dos EUA, que somada a Marinha Mercante do Império, representava a 2ª Potência Naval da Terra.
Encouraçado de Esquadra Riachuelo  
Armada Imperial Brasileira foi a Força que tentou reverter o Golpe Republicano de 1889, entretanto a maioria dos seus Oficiais e Subalternos fiéis a Monarquia, Heróis da Pátria, foram executados sumariamente. Hoje a República de Mentira continua condecorando, homenageando e protegendo seus Heróis de Barro... Os Terroristas Assassinos internos e externos, com as mais altas Ordens Honoríficas do Brasil, inclusive com àquelas criadas pelo Império.
(...) 
SEGUE NA MATÉRIA: ARMADA IMPERIAL BRASILEIRA (A Armada Nacional)
- III -
RUY BARBOSA
URL da Imagem 
Ruy Barbosa 
Escritor, Jurista e Político

● “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto... Essa foi a obra da República nos últimos anos. 

● Palavras de um dos Traidores da Pátria que após a tragédia do Golpe de Estado de 15 de novembro de 1889, vendo a grande lambança na primeira Ditadura Republicana da História do Brasil que ingenuamente ajudou consumar... Arrependido, percebeu tardiamente as virtudes da Democracia da Monarquia Parlamentar (Constitucional) do Império do Brasil que desprezou, quando se deu conta que havia substituído e reduzido o Respeitado Império que ombreava com as outras três potências do planeta, à um país ditatorial de terceira categoria. Pelas suas discordâncias em relação ao Regime Militar que de certa forma participou da sua construção... Se exilou na Inglaterra (País Monárquico até hoje).

● Oportunista de plantão se tornou Republicano de última hora. Junto aos Traidores da Pátria com um Golpe derrubam a Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa Imperial Brasileira. Arrependido voltou a ser Monarquista, fazendo questão de ir a Paris pedir desculpas ao Imperador exilado D. Pedro II, um ano antes da sua morte lhe fala: "Majestade, me perdoe, eu não sabia que República era isso" - tamanha sua decepção com o estado do país após a proclamação da República. 
Transcrevo: 

● Muitas pessoas que nunca leram completamente a página de Ruy Barbosa, na qual ele afirma “desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”, desconhecem a história toda em torno de suas colocações. Monarquista, Ruy, às vésperas da proclamação da república bandeou-se, como muitos, em favor desta inglória causa e depois arrependeu-se. Suas colocações dizem respeito exatamente às suas frustrações com o novo regime de governo, em seguida à deposição do imperador D. Pedro II. ➤ Divulgar este texto é uma tarefa dos monarquistas de nossos dias. Mas que seja em sua íntegra, tal como aqui se apresenta. Eis o que nos expõe seu autor: 

● “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto... Essa foi a obra da República nos últimos anos. 

● No outro regime (Monarquia) o homem que tinha certa nódoa em sua vida era um homem perdido para todo o sempre - as carreiras políticas lhes estavam fechadas. Havia uma sentinela vigilante, de cuja severidade todos se temiam a que, acesa no alto, guardava a redondeza, como um farol que não se apaga, em proveito da honra, da justiça e da moralidade gerais. 

● Na República os tarados são os tarudos. Na República todos os grupos se alhearam do movimento dos partidos, da ação dos Governos, da prática das instituições. Contentamo-nos, hoje, com as fórmulas e aparência, porque estas mesmo vão se dissipando pouco a pouco, delas quase nada nos restando. Apenas temos os nomes, apenas temos a reminiscência, apenas temos a fantasmagoria de uma coisa que existiu, de uma coisa que se deseja ver reerguida, mas que, na realidade, se foi inteiramente. 

● E nessa destruição geral de nossas instituições, a maior de todas as ruínas, Senhores, é a ruína da justiça, colaborada pela ação dos homens públicos, pelo interesse dos nossos partidos, pela influência constante dos nossos Governos. E nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando se aponta um crime que envolve um nome poderoso, apontado, indicado, que todos conhecem... 
" (Ruy Barbosa - Discursos Parlamentares - Obras Completas Vol. XLI - 1914 - TOMO III - pág. 86/87) 

 “De tanto ver triunfar as nulidades...”, texto de Ruy Barbosa que merece ser lido na íntegra: 
http://www.brasilimperial.org.br/layout/layout2.php?cdConteudo=115&codigo=10
https://photos.google.com/share/AF1QipP9eOHxHlnVEH9SyXmF9jQmolUUUxnfaiSvpjTS96_o3xb2NnZ6nhyIuty2-dRwNw/photo/AF1QipN3k47VLWKNwsdSdH2ICzSwUT2MEl1F-bpZ4VhI?key=N21UMTA0QzVaaF9jamJqRjUwdE85UHpuYnNSc25n
URL

NOSSO DESTINO DE GRANDEZA FOI INTERROMPIDO POR UMA TRAIÇÃO.
Essa República de Mentira nada acrescentou de útil, virtuoso e verdadeiro ao Brasil. Por mais que me esforce, não consigo ver nobreza alguma em vossos representantes políticos republicanos brasileiros... Tampouco algo em suas atitudes que os honrem ou engrandeçam.
- IV -
A Bandeira Republicana do então Estados Unidos do Brasil, enfrentou resistência até ser aceita depois de muita imposição arbitrária dos discípulos golpistas da Seita Positivista.
Paradoxalmente os cristãos brasileiros gostam, e outros até amam a Bandeira Positivista Republicana Brasileira, imposta arbitrariamente por meia dúzia de discípulos da Seita Positivista que nada tem de Cruz. As FFAA, principalmente o Exército dito o do Monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro, na época utilizado como ferramenta, para sem honra ou grandeza executar um trabalho sujo (Crime de Alta Traição e Lesa Pátria), que Caxias jamais permitiria se vivo fosse, não faria nada mais que sua obrigação, em desproclamar a tragédia do Golpe Político Militar de 15 de novembro de 1889, pedir desculpas a Nação Brasileira, se livrando definidamente dessa nódoa negra que envergonha esta instituição.
O quadro Pátria, pintado por Pedro Bruno em 1919, mostra mulheres costurando a Bandeira Republicana do então Estados Unidos do Brasil 

Definitivamente esta não pode continuar sendo a Bandeira Nacional...
Nada justifica a manutenção do Golpe Republicano que descaracterizou e mutilou este país. O Brasil perdeu seu status de nação respeitada quando ombreava com as três potências globais, fazendo com que perdesse sua identidade, seu rumo, a autonomia e a auto-estima. A República não cumpriu à que veio, se perdeu em si mesma nas suas mediocridades... Fazendo com que deixássemos de ser...
 Definitivamente esta não pode continuar sendo a Bandeira Nacional ● "(...) — Na bandeira se encontra um atentado contra as nossas tradições. Criminosamente lançaram nela um dístico que não quadra com as nossas ideias, que pertence a uma seita absurda ● "(...) — Badaró se referia aos dizeres “Ordem e progresso”. Trata-se da máxima do positivismo, mistura francesa de religião com filosofia bastante em voga entre os militares que destronaram dom Pedro II. Para o deputado, era inadmissível a menção à “seita”: (...)"
01 ■ ORDEM E PROGRESSO
Os militares antes do Golpe 31 março de 1964, tentaram devolver a Monarquia Parlamentarista para os brasileiros - Aos 05:30 do vídeo.


URL
URL
- VI -
Algumas Matérias deste Blog

01 • A MUDANÇA

Loading...